Os teus lábios encostando nos meus são como a lua beijando um oceano profundo
A tua respiração ofegante é como um furacão passando perto do meu ouvido
Os nossos corpos se chocando como placas tectônicas
A tua língua passando pelo meu corpo é como a chuva molhando uma terra tão árida
As minhas unhas arranhando as tuas costas são como um tsunami destruindo tudo 
E eu te coloco dentro da boca, como quem se delicia com uma fruta tão saborosa
Doce e suculenta
Noite 
A tua boca se deliciando no lugar em que eu sou intimamente eu, como alguém desesperado de sede
E finalmente os nossos corpos se encaixam
Você dentro de mim
Eu dentro de você
Como a dança de um eclipse, num vai e vem como o nascer dos dias
O coração pulsa tão forte como um núcleo terrestre
E por alguns segundos nós somos os únicos da terra 


(R)

Deixe um comentário